Desafio da Sereia – Profundezas do Coração

paulo

 

15 de outubro de 2013.
São três da manhã e um lindo casal de namorados estão comemorando quatro anos de namoro deitados no teto da cabine de um iate olhando as estrelas. O silêncio tornava o momento mais romântico, o bailar das ondas os deixavam calmos e a paz tomou conta dos corações daqueles jovens amantes. Era perfeito, pois eles podiam ver a via láctea cortando a escuridão enquanto estavam abraçados cochichando algumas estórias das constelações.

 

A coberta vermelha que os cobria, os aquecia para aguentar o frio daquela madrugada.
Eles amavam Jazz. Para quebrar o silêncio, Lily pôs para tocar Nat King Cole e beijou Jonh como se fosse a primeira vez. Depois ela olhou em seus olhos e disse:
— Eu te amo.
Ele ficou encantado com sua moça, também disse que a amava muito. Mas foi surpreendido por Lily que resolveu convencê–lo do absurdo.
— Mor, você confia em mim?
— Claro.
— Você me amaria de qualquer jeito?
— Mas que conversa é essa? Claro que sim… Te amaria pobre, rica, doente, idosa, te amarei eternamente!
— Eu tenho guardado em segredo algo, que quero te contar agora.
— Segredo, mas achava que não tínhamos segredo algum… Que segredo?
— Eu não sou o que você acha que eu sou…
— Hã? Eu não entendi… O que você é?
— Eu não sou humana.
— Tá, e você é o que?
— Uma sereia.
Jonh riu, beijou–a na boca dizendo que ela era muito hilária.
— Jonh, é sério!
— Ah claro, você é uma sereia.
— Para com o sarcasmo… Você disse que confiava em mim.
— Eu confio, mas porque você tá dizendo essa loucura?
— Porque é verdade.
Ela se levantou, desceu a escada externa da cabine e foi para a proa do iate.
— Venha comigo, nós viveremos felizes no fundo do mar.
— Lily! O que você está fazendo? — Ele ficou assustado.
— Jonh, venha comigo.
Ela caiu no mar. O Jonh desesperado correu e saltou para resgatar a sua amada, mas as águas escuras o impossibilitaram de vê–la. Ele começou a chorar e a gritar por seu nome, mas obviamente, nada adiantou.
Dez anos se passaram e ele sempre conta a história da primeira mulher que amou, pois não sabe se ela afogou–se, ou se realmente testou sua confiança e seu amor, e então foi viver sua vida sem ele.

 

/Paulo Diorgenes

Anúncios

Uma resposta em “Desafio da Sereia – Profundezas do Coração

  1. Omg!
    Gostei da sua historia, pois apesar de ela ser pequena é muito emocionante.
    Você tem muito talento e espero que não pare de escrever porque você tem muito talento.
    Parabéns!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s