Síndrome do Pânico

0408panico2

Hoje acordei, senti todos os meus ossos e músculos do corpo doendo! Não sei como nem por que! Mas me sinto muito, muito velho! Quando me olho no espelho ele me revela o que eu sei, não sou velho! Mas a sensação é de ter vivido oitenta anos.

Como qualquer coisa que encontro na geladeira. Olho para a rua; ela parece aterradora, mais ou menos como ontem, sei que tenho que abrir a porta e sair ir até o portão abri-lo e dar uma volta. Muito das dores é de falta de me exercitar, de me movimentar ao menos o básico! Mas o mundo lá fora me parece tão cheio de perigos. Sei que a maioria são imaginários mas mesmo assim é uma luta diária conseguir me levantar, lavar meu rosto olhar para a porta, abri-la seguir até o portão e sair de casa.

Claro que os vizinhos já notaram isso, que tenho algum ou alguns problemas, mas quem não os tem? Talvez não tenham pânico para sair de casa ou achem até que isso é uma besteira, coisa de quem faz “corpo mole”, mas eu tenho a medicina ao meu lado, confirmando que o que eu sinto é uma doença e assim como todas elas tem tratamento.

Já tomei alguns medicamentos, consegui sair e caminhar pelo quarteirão. Já consegui pegar uma lotação (ônibus) e até já fui ao cinema sozinho. Uma vitória e tanto para mim que não conseguia abrir a porta e sair até a rua.

Assim como o personagem desta história eu já sofri da síndrome de pânico e a venci! Não importa o que os outros pensem ou falem de você, procure ajuda! Sempre vai encontrar pessoas que são sensíveis e que vão ajuda-lo!

Desejo que 2015 todos que sofrem desta ou de qualquer outra síndrome encontre alívio e que em sua busca pela cura encontre menos pessoas ignorantes e mais pessoas boas! Só você e quem já passou por qualquer problema (síndromes) sabe como é sofrer com isso! Mas tudo passa e você acaba ficando ainda mais forte! Acredite! Vale a pena ser feliz!

 J. C. Zeferino

Anúncios